VERT inaugurou data center em nuvem para empresas do DF

Empreendimento, em Brasília, vai viabilizar novos negócios e consolidar a capital digital.
A solenidade de inauguração, que ocorreu no dia 30 de março contou com a presença do governador Rodrigo Rollemberg

A VERT — integradora de sistemas 100% nacional — inaugurou, em Brasília, o seu primeiro data center voltado ao mercado corporativo. O evento reuniu aproximadamente 230 pessoas (empresários, clientes, colaboradores e autoridades) e foi marcado pela visita técnica do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg.

“O VERT Data Center é um marco para a capital e um passo muito importante para a implementação do Parque Tecnológico Capital Digital, além de ser um grande estimulo para que outras empresas de tecnologia possam vir para Brasília”, disse o governador após visita às instalações do data center. “A VERT deu o passo inicial para que Brasília possa efetivamente se transformar num grande polo de ciência, tecnologia e inovação”, completou.

Compareceram também ao evento o presidente da VERT, Sérgio Marques; o vice-presidente da VERT, Hiran Franco; o diretor de tecnologia da VERT, Wesley Almeida; os diretores da VERT, André Fróes e Marcos Lourenzatto; o Secretário de Estado Chefe da Casa Civil do Governo de Brasília, Sérgio Sampaio; o presidente em exercício do Sindicato das Indústrias da Informação do Distrito Federal (Sinfor-DF), Carlos Jacobino; e o presidente da Federação das Associações das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro Nacional), Jeovane Salomão.

Durante a solenidade, o presidente da VERT, Sérgio Marques, destacou os desafios enfrentados até a inauguração do data center e mencionou um feedback recebido de um grupo de investidores chineses. “Eles nos disseram que investimos dinheiro em tecnologia e não em prédio, o que é raro no Brasil. Isso nos deu a certeza de que a leitura que fizemos no início estava correta”, comenta Sérgio.

Estruturado em uma fazenda com extensão para cerca de 30 contêineres e um milhão de máquinas virtuais, o novo centro tecnológico demandou investimentos da ordem de R$ 18 milhões ainda na fase de implantação, e planeja um ciclo de novos investimentos de R$ 15 milhões até 2021. Ainda em 2016, a VERT espera que o volume de demandas alcance o patamar de 10 milhões. Com isso, são gerados aproximadamente 60 empregos diretos.

_0056_WEB