Artigo

Software Defined Networking: saiba o que é SDN e como se beneficiar dessa tendência

Vivemos em uma sociedade onde as redes de computadores e a internet já se fundiram à nossa forma de se socializar, obter conhecimento, fazer negócios e realizar as mais variadas atividades do nosso dia a dia. A evolução destas redes e da tecnologia da informação é tamanha que, atualmente, praticamente todas as atividades da nossa vida social, do setor privado e público, passam por alguma rede. Essa dependência em relação à rede cria certa barreira para a pesquisa e desenvolvimento de inovações na área. Devido à necessidade de uma estabilidade constante, arriscar interrupções na transmissão dos dados para testar novos protocolos ou tecnologias, ou que dependam de alterações no hardware em uso, trona-se pouco viável.

Para continuar inovando de forma gradual e sem interrupções na rede, a comunidade de pesquisa e desenvolvimento em Redes de Computadores tem investido no desenvolvimento de soluções que agreguem mais recursos e interfaces de programação aos componentes da rede, facilitando assim a pesquisa e inserção de novas tecnologias. E para saber mais sobre esses novos recursos e possibilidades, bem como seus benefícios, fizemos este post pra você se inteirar de todos eles, e qual a melhor forma de integrá-los a sua empresa. Confira!

O ponto central de uma SDN

O que possibilita a criação de interfaces em SDN — ou Software Defined Networking — é a existência de um sistema de controle que permite ao software desenvolvido monitorar, definir e alterar a comutação da rede através de uma interface de programação bem definida. Estes controladores de SDN podem ser considerados sistemas operacionais de redes de computadores, e assim como a maioria dos sistemas operacionais, esses são a ponte entre as aplicações que serão desenvolvidas para um maior controle da rede e o hardware. Abstraindo de forma unificada as funcionalidades físicas da rede, o controlador possibilita a criação de aplicações sob medida para cada rede específica e as necessidades geradas por ela.

Os benefícios de uma rede de computadores orientada ao paradigma SDN

Os benefícios de uma SDN são amplos, e apesar de o conceito já ter gerado certo desentendimento entre a comunidade, à medida que as pesquisas avançam, se tornam cada vez mais concretos os impactos que elas irão causar na conectividade entre todas as redes de computadores e transmissão de conteúdo.

Dentre estes benefícios, podemos citar como os principais:

Tornar mais ampla a Computação em Nuvem

Ao aumentar os recursos da rede e torná-los mais administráveis, as SDNs facilitam a criação de aplicações na nuvem, híbridas e unificadas, sendo que no centro destas aplicações estão os componentes das redes de computadores que interligam e apoiam os processos que são realizados nos datacenters.

Redução dos custos

A implementação de SDNs não demanda altos investimentos. Alguns recursos são disponibilizados gratuitamente ou já vem integrado ao sistema operacional de controle.

Maior controle sobre o tráfego

Através do console de gerenciamento das SDNs, é possível definir regras de como ocorrerá o tráfego na rede, melhorando o fornecimento do conteúdo como um todo.

Redes mais inteligentes

A abstração de SDNs possibilita que arquitetos de redes criem soluções para reduzir o tempo de inatividade na rede e um melhor planejamento de recuperação em casos de desastre.

Maior disponibilidade do conteúdo

Com a implementação deste novo paradigma de redes, seus operadores conseguem melhorar consideravelmente o tempo de resposta às requisições dos usuários, que se torna a cada dia maiores e mais qualificadas, elevando a experiência de usuário a uma situação quase perfeita.

E agora que você já sabe dos progressos feitos pela SDN, faça uso de todos esses benefícios. Você ainda tem alguma dúvida sobre esse tema ou quer deixar sua opinião? Então comente esse post e participe da conversa!

[hs_action id=”2170″]

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conheça nossos parceiros