Artigo

Quais os benefícios que o Big Data traz para o setor bancário?

De acordo com uma pesquisa feita pelo International Institute for Analytics, o Big Data já está revolucionando o setor bancário, sendo mais que uma tendência. A partir do estudo, foi constatado que informações relativas ao relacionamento com o cliente tem sido mais bem captadas, o que vem melhorando bastante as ofertas de serviços bancários.

Ao adotar esse método, os bancos ainda ganham uma vantagem essencial que os deixa na frente de vários tipos de companhias: têm à disposição todas as informações financeiras dos seus clientes feitas via Internet Banking, caixas automáticos, call centers, etc. Sendo assim, é necessário apenas estruturar os dados para obter boas ideias.

Para nos aprofundarmos, neste artigo veremos como o Big Data pode auxiliar com alguns insights práticos. Confira:

Mesclando canais do setor bancário e gerando ofertas

A partir de uma boa estratégia, é possível integrar os meios de comunicação do banco com o cliente para apresentar boas ofertas. Por exemplo, a instituição consegue verificar quando alguém iniciou uma compra on-line e não a terminou. Nesse caso, algumas ofertas podem ser enviadas via e-mail para incentivar o término do procedimento ou até mesmo gerar uma ligação do call center para avisar ao consumidor que a transação não foi efetuada.

Além disso, através dos dados coletados, como registros de operações bancárias, pode-se verificar quem está na lista do cheque especial, de devedores do cartão de crédito, etc. Como essas pessoas estão mais inclinadas a aceitar propostas de refinanciamento, é possível surpreendê-los com uma boa oferta.

Análise preditiva

Sabemos que uma das principais sacadas do Big Data é a análise preditiva para verificar dados psicográficos do consumidor. Para o setor bancário, a partir de estudos feitos acerca das atividades financeiras recentes, é possível prever que um conjunto de clientes pode precisar de algum serviço do banco em breve.

Nesse caso, o Big Data ainda ajudaria mais profundamente ao coletar informações externas, como em redes sociais. Ou seja, obtendo dados que estejam fora do ambiente da empresa pode-se verificar, por exemplo, quais clientes têm algum projeto que precisará de uma linha de crédito e, por fim, fazer uma oferta a eles.

Detectando fraudes com o Big Data

É senso comum que o setor bancário é um dos que mais deve prezar pela segurança. Portanto, pensar em como detectar fraudes e perfis de risco é essencial. Nesse sentido, utilizar os clássicos firewalls já ajuda a melhorar a imagem da empresa, mas o Big Data é capaz de ser um aliado ainda mais forte!

Afinal, a partir dele pode-se até mesmo melhorar a segurança da informação! Podemos tomar como exemplo a visão geral dos clientes que tem-se à disposição com o Big Data. Nesse caso, se utilizarmos os dados minerados junto de ferramentas de analytics, é possível perceber o padrão dos consumidores e detectar atividades irregulares ou transações fraudulentas com muito mais facilidade.

Entendeu como o setor bancário é capaz de até aumentar os seus lucros com o Big Data? Pensa em alguma outra vantagem que pode ser obtida com o seu uso? Tem alguma dúvida sobre os benefícios descritos no artigo? Deixe um comentário com as suas impressões e teremos prazer em respondê-lo!

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conheça nossos parceiros