Artigo

Hiperconvergência: entenda mais sobre essa tendência

As novas demandas de negócios e o aumento inesgotável no volume de dados armazenados nas empresas pressionam os gestores da área da computação a desenvolverem, de forma permanente, soluções criativas em infraestrutura de TI no intuito de garantir redução de custos, maior rapidez no acesso aos dados, além de simplificação dos sistemas utilizados. Nesse dentro desse elemento, o termo “hiperconvergência” vem ganhando força como um novo paradigma sobre o gerenciamento de informações em data centers, especialmente pela força do Cloud Computing na atualidade. Mas você sabe o que é hiperconvergência? E quais as diferenças entre a hiperconvergência, a convergência e os modelos tradicionais em infraestrutura em TI? Então confira este post que fizemos pra você saber mais sobre essa tendência em TI!

Infraestrutura Tradicional X Infraestrutura Convergente

Performance, agilidade, confidencialidade, segurança, flexibilidade, escalabilidade. Estes são apenas alguns poucos requisitos exigidos pelas empresas na contratação de soluções em TIC, sobretudo, quando o assunto é a escolha de serviços em data center. Por outro lado, terceirizar esse tipo de serviço se tornou muito mais do que uma opção; passou a ser uma estratégia institucional-chave no alcance da redução de custos e aumento da tecnologia e segurança utilizadas no armazenamento de dados imprescindíveis às organizações (e que não param de crescer, gerando maior necessidade de investimentos em servidores, ativos de rede e espaço físico nas organizações, o que torna inviável gerenciar um data center de maneira direta). Assim, observamos ao longo do tempo a seguinte transformação:

  • Infra Tradicional: no passado recente (antes da virtualização), a infraestrutura tradicional em TI de uma empresa ainda era centralizada na ideia de “montar” a combinação perfeita de componentes de hardware e software de um data center, optando pelos melhores fabricantes de cada item. Essa decisão resultava em uma incompreensível heterogeneidade na arquitetura de TI da empresa, formando uma verdadeira “colcha de retalhos” nos sistemas de armazenamento de dados das companhias. Além disso, o acúmulo na geração dos dados culminava na necessidade de investimento permanente em novos recursos, engessando parte significativa do capital da empresa que poderia ser direcionado ao seu “core business”.
  • Infra Convergente: com a disseminação das vantagens da virtualização, algumas empresas especialistas em soluções de desenvolvimento de redes de dados passaram a oferecer um “único pacote”, em que tecnologia em segurança e rede, storages, servidores, switches, roteadores eram entregues de forma customizada às organizações, eliminando o imenso esforço corporativo na construção de uma infraestrutura para um data center.

Infraestrutura Convergente X Infraestrutura Hiperconvergente

A hiperconvergência é a última palavra em redução de custos com data center, em sinergia total com o momento de comoditização da TI (guerra de preços entre fornecedores, em virtude da diferenciação de produtos cada vez menos perceptíveis). Baseia-se em todos os princípios da convergência (infraestrutura, padronização e plataformas de administração comuns), direcionando-os para um nível superior em virtualização e armazenamento de dados em alta performance.

Esse perfil mais moderno de arquitetura (ideal a ser adotado por gestores de TI que buscam inovação em sua empresa com bom custo x benefício) oferece uma infraestrutura de TI completa e virtualizada, com todos os ativos de rede, hardwares, sistemas de segurança da informação, softwares de alta performance no acesso aos dados armazenados, acrescentando, em comparação à convergência:

Soluções diversas em backups

Compressão: este processo, se fosse realizado a partir de um servidor físico sustentado pela própria empresa, certamente geraria o alto consumo de processamento, reduzindo o desempenho dos servidores. Entretanto, na contratação terceirizada de especialistas em soluções de TIC, esse sistema de conversão de dados (que visa a otimizar espaço em disco) pode ser utilizando sem perda de desempenho, garantindo altas taxas de consolidação em armazenamento.

Capacidades de snapshot

Simplificação do ambiente operativo pela tradução de um sistema complexo de tecnologia de armazenamento de dados em um design de fácil compreensão e administração. Isso significa simplificação no gerenciamento dos contratos de TI, além da economia de recursos com manutenção, peculiaridades bastante relevantes em um universo de extrema competitividade nos mercados globais.

Se por um lado, as soluções em infraestrutura convergente são mais baratas, estas não possuem o dinamismo desse  novo paradigma em virtualização. A hiperconvergência se desenha como um amadurecimento na Era da Nuvem, haja visto que conseguiu integrar as vantagens do armazenamento de dados no sistema de Cloud com o desenvolvimento de uma solução sistêmica, homogênea e de alta confiabilidade data centers. E, em meio ao atual processo de comoditização em TI, optar por soluções integradas sempre resulta em redução de custos sem perda de eficiência.

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conheça nossos parceiros