Artigo

Conheça SDS (Software Defined Storage) e como se preparar para essa tendência

Com a evolução da computação em nuvem, o modo como os softwares e as redes de computadores são administradas vêm mudando com frequência. Um bom exemplo dessa mudança é o Software Defined Storage, que em tradução literal significa “armazenamento definido por software”. Mas o que isso significa e qual é o impacto gerado para as empresas?

O que é Software Defined Storage (SDS)?

Software Defined Storage ou armazenamento definido por software, é um conceito relacionado à computação em nuvem que surgiu há pouco tempo. A ideia por trás dessa tendência está na capacidade de se definir a estratégia de armazenamento de hardware com base nas necessidades do próprio software, ou seja, o armazenamento que pode ser flexível e utilizado sob demanda, com base em políticas automatizadas. A ideia do SDS é ser gerenciado por aplicativos capazes de fazer essa alocação de armazenamento dos recursos de hardware com base no uso e na carga de trabalho do próprio software, independentemente do mesmo ser virtualizado ou não.

A influência de SDS no mercado

Muitas empresas já estão interessadas nessa nova abordagem, e, principalmente, os fornecedores de armazenamento precisam estar prontos para ela. O fato é que devem possuir softwares capazes de gerenciar o hardware do data center de maneira automatizada, para que SDS seja eficaz. Juntamente com o Software Defined Storage, esses mesmos fornecedores devem podem adotar também o conceito de Software Defined Network (SDN), que é bem parecido com o SDS, porém está relacionada à capacidade de traçar uma estratégia de rede baseada e gerenciada pela demanda do software. Essas duas abordagens são derivadas do conceito de Software Defined Data Center (SDDC), que seria um data center completamente gerenciado por softwares.

O software é quem dita as regras

É interessante destacar que, cada vez mais, os serviços de tecnologia da informação estão sendo gerenciados por softwares, facilitando a sua migração para os data centers de computação em nuvem e simplificando para a empresa a preocupação com a infraestrutura. Justamente por isso, o armazenamento definido por software é uma tendência que deve ganhar muita força no mercado, e pode ser apenas uma questão de tempo para se tornar um padrão para os novos serviços de computação em nuvem.

Como se beneficiar disso?

Para quem contrata os serviços de computação em nuvem, o Software Defined Storage vem como uma ótima opção para otimizar o uso dos recursos, de forma que seja possível, inclusive, reduzir custos, através do uso sob demanda dos serviços de armazenamento de hardware, o que é muito vantajoso. A tecnologia dos data centers está evoluindo para fornecer melhores serviços aos seus clientes, o que acaba gerando melhores condições e mais atrativos para quem precisa contratar esses serviços. É por isso que as empresas estão migrando seus produtos e serviços para a nuvem.

E você, ficou com alguma dúvida sobre o SDS? Compartilhe conosco a sua opinião sobre essa nova tendência através dos comentários.

[hs_action id=”2170″]

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conheça nossos parceiros