Artigo

Como funciona uma consultoria de TI?

Sua empresa está prestes a acolher uma consultoria de TI para suprir uma demanda de conhecimento especializado? Ou você esgotou os recursos internos para um determinado assunto e está considerando contratar uma consultoria? Para ambos os casos, vamos esclarecer alguns pontos importantes sobre como isso funciona para que você tire proveito ao máximo desta interação!

O que faz uma consultoria de TI?

Gestores têm o compromisso de recrutar um ou mais profissionais competentes para alcançar os objetivos de negócio da organização. Independentemente da decisão de ter alguém de dentro da empresa ou terceirizado, o indispensável é que seja competente o bastante para realizar a tarefa. Em várias empresas, principalmente as de menor porte, ter alguém interno nem sempre é possível ou válido. E, para todas, independente do tamanho, há casos em que trazer ajuda de fora é a coisa certa a se fazer.

Um consultor competente pode trazer maneiras renovadas de pensar, boas práticas ou novas soluções para a organização. Seu negócio pode precisar de ajuda específica, como implantar uma estrutura de chave pública de criptografia, conduzir a adoção da gestão documental, redefinir os processos de entrega de software ou implantar um programa de treinamento interno. Não faz muito sentido contratar permanentemente um profissional para exercer um esforço temporário e altamente especializado.

E, é claro, consultores experientes e qualificados podem oferecer suporte especializado em áreas que estão fora da competência do time interno, promovendo não só a solução do problema como a transferência de conhecimento. É comum em uma consultoria de TI que um profissional altamente especializado seja contratado para trazer uma nova tecnologia, atuar junto do time interno e no fim do projeto deixar a documentação necessária para que as operações sejam conduzidas sem a necessidade da sua presença constante.

E como isso funciona?

Uma vez que a necessidade tenha sido claramente identificada e a decisão de trazer um profissional externo esteja tomada, é importante que você ou a empresa façam uma diligência prévia sobre os prestadores de serviço candidatos ou, pelo menos, obtenha referências. Um escopo claro já precisa estar pronto antes de começar a contatar os prestadores de serviço de consultoria. O escopo é o seu norte de seleção e vai ser o norte de todos os trabalhos do consultor.

Após a contratação, seu papel é sair da frente e fornecer os recursos necessários para que os objetivos da consultoria sejam cumpridos. O consultor vai estar com você presencial ou remotamente e, na maioria das vezes, já terá uma abordagem definida para os trabalhos. Algo como:

• Identificar as necessidades específicas da empresa;

• Definir se e quando será necessário treinar os colaboradores da empresa;

• Identificar os serviços e opções mais adequados;

• Contextualizar o programa de trabalhos e entregar um relatório de avaliação;

• Alinhar o programa aos objetivos de negócio da empresa.

Há muitos modelos diferentes de consultoria, tipicamente eles cobrem dois elementos-chave: identificar necessidades e apontar as opções disponíveis para supri-las.

Qual o meu papel junto à consultoria de TI?

Para que sua empresa tenha o melhor aproveitamento possível ao contratar uma consultoria e você tenha um aumento significativo da sua visibilidade, considere as dicas a seguir:

Ajude o consultor a se familiarizar com o ambiente

Você se lembra dos seus primeiros dias no trabalho? Provavelmente eles foram bastante desconfortáveis até que você pudesse perceber a cultura local e conhecer todas as pessoas. Então tome a iniciativa e ajude o consultor a se ambientar. Apresente-se e esclareça rapidamente as suas responsabilidades, e que você está disponível para tirar dúvidas e responder perguntas.

Faça sua parte dentro do projeto

Faz parte do trabalho do consultor fazer um monte de perguntas e coletar dados para aprender como funciona o seu negócio. E o único jeito de alcançar isto é com sua cooperação e uma comunicação eficiente com sua equipe. Leve em conta as restrições de escopo, orçamento e tempo; então respeite isso e providencie o que for necessário em tempo hábil — mesmo que isso signifique uma carga extra de trabalho. Definitivamente você não quer ficar conhecido como a pessoa que está sendo o gargalo do projeto.

Lembre-se de pedir transferência de conhecimento

Se os consultores estão ajudando sua empresa a implementar algo novo, esta é uma grande oportunidade de adquirir conhecimento especializado. Eles já passaram por um grande número de empresas, ajudando-as em variadas situações. Aproveite bem o tempo junto deles para pedir orientações e dicas. Você pode acabar aprendendo uma nova habilidade ou aprofundando seu conhecimento do mercado da sua empresa, e para sua carreira estes seriam benefícios consideráveis. Lembre-se também de que você não quer ficar dependendo dos consultores depois que eles forem embora, muito menos quer seu chefe perguntando porque você deixou a peteca cair quando o projeto foi entregue.

Seja “ensinável”

Alguns consultores podem também ser professores incríveis. Eles já trabalharam com inúmeros clientes exatamente como você e, frequentemente, sabem qual conhecimento e habilidade poderá ser sua melhor aposta para galgar seu próximo degrau profissional. Pergunte sobre os casos de sucesso que eles já viram e quais os passos para chegar lá. Lembre-se de que este tipo de relacionamento precisa ser mutuamente benéfico, então não seja tímido ao dar referências positivas e indicações interessantes.

Está mais tranquilo a respeito do funcionamento de uma consultoria de TI? Se ainda tiver dúvidas, deixe-as nos comentários!

[hs_action id=”2170″]

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conheça nossos parceiros