Artigo

As 4 principais tendências do setor de TI para 2016

Todo início de ano traz consigo as famosas listas do que será tendência no período que se inicia. O setor de TI não é diferente. Grandes nomes como Forrester, Gartner e outros já anunciaram algumas tendências para 2016, e neste artigo você verá uma compilação com algumas das principais! Confira:

Impressão 3D

O que até poucos anos atrás parecia muito futurista, hoje é visto como uma tendência consagrada. Afinal, a partir da impressão 3D vários tipos de materiais, como os necessários para construções civis, podem ser feitos com certa facilidade. Graças a essa simplicidade, a demanda aumentou e outros setores como o médico e aeroespacial também estão aderindo à novidade.

Devido a esse rápido desenvolvimento, a previsão é de que até 2019 haja um crescimento de 64,1% ao ano em carregamento de impressoras 3D para grandes corporações. Todo esse avanço fará com que nos próximos 20 anos tenhamos uma boa mudança em como pensamos a cadeia de suprimentos e a linha de montagem empresarial.

Segurança da Informação com mais investimentos

Se os gestores de segurança da informação têm vários desafios que dificultam o trabalho, no ano de 2016 é provável que ao menos um pouco seja aliviado. Afinal, muitas instituições já perceberam que esse é um ponto crucial dentro do setor de TI. Pensando nisso, podemos observar duas tendências para o próximo ano:

Investimento em conceitos básicos

Gestores e diretores em geral notaram que perde-se muito dinheiro com erros primários feitos por funcionários mais leigos. Portanto, investir em ações básicas como a criação de uma cartilha sobre a política de senhas da organização e um treinamento simples para os usuários podem entrar em pauta, pois podem surtir tanto efeito quanto a compra de novas tecnologias.

Busca pelos profissionais mais talentosos

Temos mais de 300 mil vagas abertas para o setor de TI no mundo, porém, algumas delas são voltadas aos melhores profissionais de segurança. E, nesse cenário, são as empresas que correm atrás desses poucos e renomados especialistas. Para consegui-los, é preciso mostrar que há uma boa política de segurança na instituição e que haverá o investimento para que a equipe continue crescendo.

Experiência ambiente-usuário aprimorada

É quase um clichê dizer que estamos cada vez mais imersos no mundo virtual, mas no ano de 2016 essa frase ainda terá que ser dita muitas vezes. Isso porque, a partir da malha de dispositivos, o setor de TI enxergará a experiência ambiente-usuário de uma nova forma.

Com a possibilidade de termos aplicativos imersivos e com uma realidade ainda mais aumentada, a malha ajudará a criar um pensamento mais amplo, onde os dispositivos se conectam e interagem de uma maneira fluida. David Cearley, vice-presidente do Gartner, corrobora essa ideia afirmando ser preciso que os apps explorem as plataformas como os sensores da Internet das Coisas, automóveis e fábricas.

Reestruturações no setor de TI

De acordo com a Forrester, o ano de 2016 terá mudanças drásticas na estrutura empresarial devido ao pensamento cada vez mais voltado aos clientes. É provável que essa “obsessão” faça com que surjam novos líderes, mas geralmente ela partirá do CEO e, aos poucos, será absorvida pelo resto da companhia — incluindo o setor de TI.

Essa reorganização também visa uma melhora na segurança das instituições visto que, segundo o Instituto Ponemon, aconteceram invasões em 47% das empresas no mundo. Por isso, altos executivos estão estudando mais sobre proteção de dados e gestores de SI sobre negócios. E esse intercâmbio de conhecimentos pode gerar boas reestruturações!

O que achou dessas tendências para o próximo ano no setor de TI? Deixe um comentário e nos diga se você acredita que elas vão se concretizar!

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Conheça nossos parceiros